Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Monaco’

A maioria dos screencasts que vemos na internet sobre Rails os autores utilizam Mac + OSX + TextMate, na verdade eu não lembro de um que não estivesse usando uma configuração parecida. Em quase todo lugar tem alguém falando “ah aquela fonte bonitinha dos screencasts” qual é a fonte que eles usam no Mac? Essa tão famigerada fonte chama-se Monaco, e é uma fonte padrão da Apple, que parece que foi adotada pela maioria dos desenvolvedores Rails.

Mas e nós? meros usuários de Linux+Gedit ou outra combinação, ou até mesmo que usa Windows+e-texteditor ou outra combinação. bem, outro dia sem querer encontrei este post onde encontrei uma versão ttf da tal fonte. A versão encontrada neste post é a versão 2.0 (bem antiga) mas algum tempo depois ele fez um novo post com uma versão mais nova da fonte (5.1)

Detalhes:

versão inicial (5.1) da fonte não rendeniza corretamente em algumas aplicações do Linux, incluindo o Gedit, felizmente o autor do post incluiu uma versão corrigida.

A versão 5.1 no Windows (no computador que eu testei) não é reconhecida como mono-espaçada, embora tecnicamente ela seja, sento que para aplicações que necessitam obrigatoriamente uma fonte monoespaçada a solução é se referir à versào antiga da fonte. Se você pegar os dois arquivos de fonte em um visualizador vai verificar que há bastante diferença entre uma fonte e outra, a mais notável é o espaçamento entre caracteres.

Outro impecílio é que no Linux (ao menos no Ubuntu) a fonte aparecia meio “quadriculada”, realmente bem estranha no meu monitor LCD, pois eu tenho habilitadas as configurações de “suavização  de sub-pixel” e “contorno completo”. A fonte fica praticamente inutilizável se for comparar com qualquer outra Mono-espaçada que já estão disponíveis no Linux (Dejavu Sans Mono, Biststream Vera Sans Mono, Monospaced).

A solução foi criar uma configuração específica para a fonte Monaco, e fazer com que ela ignore as configurações default.

Primeiro passo: Criar um arquivo chamado .fonts.conf (com o ponto no início) dentro do diretório home:

$ gedit ~/.fonts.conf

e então colocar o seguinte conteúdo neste arquivo:

<?xml version="1.0"?>
<!DOCTYPE fontconfig SYSTEM "fonts.dtd">
<fontconfig>
  <match target="font">
    <test qual="any" name="family">
      <string>Monaco</string>
    </test>
    <edit name="autohint" mode="assign">
      <bool>true</bool>
    </edit>
    <edit name="hintstyle" mode="assign">
      <const>hintnone</const>
    </edit>
  </match>
</fontconfig>

feito isso, a fonte fica em um estado muito mais legível e perfeitamente utilizável para o desenvolvimento.

Veja os screenshots do antes de do depois:

Antes:

Depois

 

para evitar problemas com aspas, copie o código daqui.

Anúncios

Read Full Post »