Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘textmate’

(See this post in english)

Eu acabei de corrigir alguns bugs no plugin Rails Footnotes e agora temos suporte completo para Ubuntu Linux  (Deveria funcionar em outras distros também, porém apenas usando o Gnome e o Gedit são suportados até agora).

Agora você poderá abrir qualquer arquivo listado nos stack traces exibidos no browser (Firefox) além de obter todos os demais benefícios dos Footnotes no final de suas páginas durante o desenvolvimento.

Veja os screenshots para ter uma idéia dos benefícios:

Footnotes Filters

Na imagem acima estamos mostrando a cadeia de filtros (Filter chain) do controller atual, mas podemos facilmente abrir o arquivo do controller, view, layout, estilos, javascripts direto no Gedit apenas clicando em um link, e, podemos também ver os Selects executados no banco de dados, log, Informações do ambiente, logs, routes e muito mais.

Footnotes Stack Trace

Na imagem acima estamos vendo um stack trace, então ao clicar em um dos links criados pelo plugin Footnotes, o Gedit já abre tal arquivo com o cursor posicionado corretamente sobre a linha onde o erro ocorreu.

Você pode fazer o download do plugin com suporte para linux aqui (Github master tree)

Para obter instruções sobre o processo de instalação, veja o arquivo README que está no pacote do plugin ou acesse a Página do projeto no Github.

Você pode também ler mais sobre este plugin no meu primeiro post sobre ele, e ainda assistir a um pequeno screencast mostrando sua funcionalidade.

Anúncios

Read Full Post »

(Ver este artigo em português)

I have just fixed some issues on Rails Footnotes plugin, and now we have full support for Ubuntu linux (this should work with other distros too, but only Gedit and Gnome are supported for now.

Now you can open any files listed on stack trace, and get all bennefits of Footnotes just bellow your pages during development.

Se the screenshots to get an Idea of beneffits:

Footnotes Filters

In image above we are showing the Filters chain of current controller, but we can easily, open the controller, view, layout, styles or javascripts files in Gedit by just one click in the link, and we can also see the database queries performed, log, Environment, Routes and much more.

Footnotes Stack Trace

In the image above we are seeing a stack trace, then we clicked on  a link created by Footnotes plugin, and Gedit just opened that file and switched the cursor to the correct line.

You can download the  plugin with linux support directly from here (Github master tree)

To get instructions about installation process point to README file on package or go to Footnotes Project Page on Github

You can also read more about this plugin on my first post about it (In Portuguese), and also watch a little screencast showing the plugin in action.

Read Full Post »

A maioria dos screencasts que vemos na internet sobre Rails os autores utilizam Mac + OSX + TextMate, na verdade eu não lembro de um que não estivesse usando uma configuração parecida. Em quase todo lugar tem alguém falando “ah aquela fonte bonitinha dos screencasts” qual é a fonte que eles usam no Mac? Essa tão famigerada fonte chama-se Monaco, e é uma fonte padrão da Apple, que parece que foi adotada pela maioria dos desenvolvedores Rails.

Mas e nós? meros usuários de Linux+Gedit ou outra combinação, ou até mesmo que usa Windows+e-texteditor ou outra combinação. bem, outro dia sem querer encontrei este post onde encontrei uma versão ttf da tal fonte. A versão encontrada neste post é a versão 2.0 (bem antiga) mas algum tempo depois ele fez um novo post com uma versão mais nova da fonte (5.1)

Detalhes:

versão inicial (5.1) da fonte não rendeniza corretamente em algumas aplicações do Linux, incluindo o Gedit, felizmente o autor do post incluiu uma versão corrigida.

A versão 5.1 no Windows (no computador que eu testei) não é reconhecida como mono-espaçada, embora tecnicamente ela seja, sento que para aplicações que necessitam obrigatoriamente uma fonte monoespaçada a solução é se referir à versào antiga da fonte. Se você pegar os dois arquivos de fonte em um visualizador vai verificar que há bastante diferença entre uma fonte e outra, a mais notável é o espaçamento entre caracteres.

Outro impecílio é que no Linux (ao menos no Ubuntu) a fonte aparecia meio “quadriculada”, realmente bem estranha no meu monitor LCD, pois eu tenho habilitadas as configurações de “suavização  de sub-pixel” e “contorno completo”. A fonte fica praticamente inutilizável se for comparar com qualquer outra Mono-espaçada que já estão disponíveis no Linux (Dejavu Sans Mono, Biststream Vera Sans Mono, Monospaced).

A solução foi criar uma configuração específica para a fonte Monaco, e fazer com que ela ignore as configurações default.

Primeiro passo: Criar um arquivo chamado .fonts.conf (com o ponto no início) dentro do diretório home:

$ gedit ~/.fonts.conf

e então colocar o seguinte conteúdo neste arquivo:

<?xml version="1.0"?>
<!DOCTYPE fontconfig SYSTEM "fonts.dtd">
<fontconfig>
  <match target="font">
    <test qual="any" name="family">
      <string>Monaco</string>
    </test>
    <edit name="autohint" mode="assign">
      <bool>true</bool>
    </edit>
    <edit name="hintstyle" mode="assign">
      <const>hintnone</const>
    </edit>
  </match>
</fontconfig>

feito isso, a fonte fica em um estado muito mais legível e perfeitamente utilizável para o desenvolvimento.

Veja os screenshots do antes de do depois:

Antes:

Depois

 

para evitar problemas com aspas, copie o código daqui.

Read Full Post »

Liberada nova subrelease do gedit-todo, contendo apenas a correção de um bug que poderia impossibilitar o uso do plugin em um ambiente multiusuário.

obtenha a nova versão em sourceforge.net


Is out a new gedit-todo subrelease, just to fix a bug that could impossibility the use of todo-plugin in an multiuser environment. check out the new version at sourceforge.net

Read Full Post »

Para fazer seu gedit ficar mais parecido ainda com o textmate, você pode serguir as dicas deste blog :

http://grigio.org/textmate_gedit_few_steps

e mais um pouco de informação, aqui:

http://blog.nationcode.com/2007/5/30/emular-textmate-en-linux

More gedit/textmate

To get your gedit like textmate, you can folow the tips from this blog:

http://grigio.org/textmate_gedit_few_steps

and more information, here:

http://blog.nationcode.com/2007/5/30/emular-textmate-en-linux

Read Full Post »